banner_topo
menu_inicio menu_comotudocomecou menu_fotossabandeira menu_primeiroregresso menu_outrosregressos menu_sitesrelacionados menu_livrovisitas
homenagem
Sapo1       AVISO - O SERVIDOR DO SAPO VAI ENCERRAR O SERVIÇO DESapo2 ALOJAMENTO DE SITES, PELO QUE INICIEI A TRANSFERÊNCIA
 PARA OUTRO SERVIDOR:
              [Clicar nos sapos]
EDITORIAL   Começo da História   A Cidade

Esta página actualiza uma outra integrada no portal "Mosaico" que mantive na net durante cerca de 9 anos.

Nesse período foram centenas - seguramente mais de um milhar - as mensagens recebidas, com reparos e críticas, mas também com muitas sugestões e pedidos, alguns dos quais aqui procuro atender.

Trata-se de um site pessoal e por isso a mais nada ou ninguém vincula, a não ser a mim próprio.

Procurei imprimir-lhe o rigor do jornalismo, tendo como única concessão as emoções que emanam do meu irredutível amor ao Lubango e a Angola.

 

Coimbra, 2006

Diamantino Pereira Monteiro

 

 

A fundação do Lubango - que se seguiu à de Alba Nova - e até à criação da cidade de Sá da Bandeira, constituiu uma epopeia grandiosa que, infelizmente, nunca teve o merecido relevo.
   Virá o tempo em que a televisão e o cinema descobrirão o argumento perfeito para uma história real e apaixonante. Para já, fixemos os tópicos dessa aventura, recolhidos em publicações diversas.

 


Foi um dos marcos mais importantes  da  colonização do Sul de Angola e o principal pólo do desenvolvimento que ainda hoje a caracteriza e a distingue entre todas as regiões do país.

Lubango_centro

Praça Agostinho Neto, antiga Praça da República. Foto tirada do Cristo-Rei em Agosto de 2009


São as condições do clima,
as mais favoráveis que se possam imaginar; é a fertilidade das suas terras; mas são sobretudo as suas gentes: ontem, como hoje, as gentes do Lubango e de toda a província da Huíla, distinguem-se. Tal como a terra, são amigáveis, acolhedoras, pacíficas e empreendedoras.
      
Não será esta uma descrição possível do paraíso???

Primeiro Regresso


   Cerca de 28 anos depois da saída intempestiva, o primeiro regresso, emotivo mas apaziguador...
   Muitos pediram uma descrição do que vi. Aqui a deixo, em forma de carta ilustrada.

Há 80 anos    Em 2009    Há 100 anos    Em 2009 
Sá da Bandeira - Praça dos Fundadores em 1950    PracaFundadores    Lubango - Coreto que deu lugar à Fonte Luminosa   FonteLuminosa 
Vista da torre da Sé, era assim a Praça dos Fundadores na primeira metade do século XX.   Hoje a Praça éassim...    No início do Séc. XX era assim o Coreto do Lubango, que mais tarde deu lugar à Fonte Luminosa.    Embora hoje não seja fonte, nem luminosa, é assim o local onde existiu o coreto...

Em 1972 AMÁLIA, aclamada em todo o mundo, visitou mais uma vez Angola. Em Luanda foi recebida pelo nosso Rei de Maconge, Don Caio Júlio César da Silveira IV. Depois foi ao Lubango e apreciou as obras de construção da Estrada da Leba, que veio a ser uma das obras-primas da engenharia de estradas de todo o mundo!

Amália e o Reino de Macongenda pelo Rei de Maconge, Amália recebida em Luanda pelo Rei de Maconge
   Amália e o Reino de Maconge, Amália visita a estrada da Leba (em construção)   Amália e o Reino de Maconge, Amália visita a estrada da Leba (em construção)   Amália e o Reino de Maconge, Amália visita a estrada da Leba (em construção)   Amália e o Reino de Maconge, Amália visita a estrada da Leba (em construção)   Amália e o Reino de Maconge), Amália visita a estrada da Leba (em construção)
[Fotos inéditas cedidas gentilmente por D. Estrela Carvas, ex-secretária pessoal de Amália]
            [Clicar em cada uma das miniaturas, para as aumentar. Depois clicar na seta do navegador para voltar aqui]

Numa recente visita ao Lubango e ao Namibe, o autor deste site no famoso Bambú do Liceu Diogo Cão (hoje Universiadde Mamdume), acompanhado pelos Maconginos Olavo Godinho, Sérgio Silva e Valério Guerra.     
 [Clicar na foto para ver o álbum]



SERRA DA LEBA - FOTOGRAFIA NOCTURNA
Esta fotografia, sem artifícios digitais, é de autoria do fotógrafo Kostadin Luchansky, enviada para o Site fotográfico Your Shot.
Kostadin Luchansky, explica assim a técnica que aplicou e o efeito que pretendeu:
"Esta é a Serra da Leba, um ponto marcante em Angola. Foi um dos postais ilustrados do país durante décadas, mas todas as fotos foram tiradas de dia. Eu precisava de qualquer coisa diferente.


Decidi tentar uma fotografia nocturna, mas parecia impossível: demasiado escuro, nevoeiro, uma altitude de 1.800 metros.
A minha Nikon não podia estar aberta mais de 60 segundos. Mas um carro leva alguns minutos a subir e a descer e completar o 'quadro'. O nevoeiro estava a tapar. Subitamente o nevoeiro desapareceu, um carro começou a descer, outro a subir e encontraram-se a meio em menos de 60 segundos. O 'quadro' estava feito!"
                [Clicar na foto para a ver aumentada]

banner_bottom